Óh Raios! O que será agora?!?!


Toy Story 3 - UAU

 

UAU!

Sim começo esse texto com a melhor expressão para definir Toy Story 3.

UAU!

 

Fui neste sábado (19/06) ver ao filme mais esperado do ano, ao menos para mim.

Geralmente evito ir a estréias de blockbusters, muita fila, gente demais, barulho demais,

enfim, mas era Toy Story e assim como uma criança fica ansiosa por seu presente de Natal, eu estava com este filme.

 

Não deu outra, fila, sala lotada e muito barulho. Na verdade o problema é que fui ver a versão 3D Legendada, ou seja,

a sala não estava lotada de crianças, que sempre dão um charme a mais ao filme, estava lotada de adolescentes

no ápice de suas chatices, todos querendo chamar a atenção, brincadeiras bobas, gritos, piadinhas, etc etc.

 

Minha expectativa quando vou ver um Pixar é altíssima, neste caso então, estava além do normal.

Toy Story 1 pra mim é o melhor filme de animação e tudo que vem em relação ao Woody e Buzz eu espero muito.

 

Enquanto não começava o filme, fui me aborrecendo, minha ansiedade foi virando nervoso, isso porque com tantos

adolescentes malas, tinha certeza que estragariam o filme.

 

Luzes se apagam, chegam os trailers e nada da pivetada se calar.

 

A famosa entrada da Disney seguida da mais famosa (sim, hoje é mais famosa e mais querida) entrada da

Pixar chegam, começo a sentir os primeiros momentos de aquietação.

 

O tão esperado curta-metragem Pixar se inicia e mais aquietação... Comecei a ficar mais tranquilo, apesar de que

não muito, porque logo atrás da minha fileira tinha uma turminha de adolescentes chatos, faziam menos barulho,

mas ainda faziam.

 

Foi o filme iniciar e silêncio geral. Não se ouvia nada além das caixas de som do cinema.

Esse fenômeno de chama Pixar, se chama Woody e Buzz.

 

Difícil continuar a escrever qualquer coisa, pois certamente vou cair no chavão que caio todos os anos

dizendo que a Pixar de superou, que a Pixar não tem limites, que a Pixar é incrível...

 

Mas é o que é. Os caras não se contentam em fazer um filme, eles querem fazer história e entrar para a história.

 

Não basta que consigam grande bilheteria, querem se tornar um marco, fazer um clássico e serem lembrados pela eternidade.

 

Confesso que quando soube da compra da Pixar pela Disney, achei que fosse o início de seu declíneo,

e minhas suspeitas aumentaram quando anunciaram as continuações dos clássicos Pixar.

 

Mas ao analisar a trajetória deles, não há como não se encantar com esses caras. Sim é a 3a continuação de

Toy Story, mas ao contrário dos montes de continuações que vemos por aí que chegam ao 4o filme em 5 anos,

Toy Story completou 15 anos. São 3 filmes em 15 anos, e as histórias são incríveis, nada previsíveis, nada

preguiçosas e nenhum pouco caça níqueis. Sorry Shrek, mas vocês são chatos.

 

Me parece que as maiores preocupações da Pixar é 1o, se tornar um clássico, na melhor definição de

clássico, impecável e eterno e 2o fazer boas histórias, novas e criativas histórias mesmo que sejam continuações, c

om muita qualidade antes de pensar na rentabilidade ($$$).

 

Sim, meus amigos, voltemos ao chavão: A Pixar se superou novamente!

Parece até que seguem o lema de Buzz: "Ao infinito e além!"

 

Evandro L! Melo

 

 



Escrito por Piázinho às 21h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Homem, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Informática e Internet, Livros
MSN -
Histórico
Outros sites
  Livro de Visitas!!!
  Ícaro & Pietro
  Pedrão
  Grupo Eclesia!!!
  Omelete.com
  Xô Sarney
  Andre Wernner
  Blog da Magui
  Parlamentando
  Autoria do feminino
  Brazilian Nuggets
  Flor de Lis
  Ricardo Rayol
  Notícias do planalto
  Vale da solidão
  Frodo Balseiro
  Jeito tucuju
  S.O.B.R.E.T.U.D.O
  Fabio Mayer
  Alkimistas do Brasil
  Escrevinhações
  SSRJ
  Movimento Evolução
  G Versátil
  Brasileiro
Votação
  Dê uma nota para meu blog